Rodoanel de SP: “agora é a vez do Trecho Norte”

image
O Governo paulista anunciou através do seu executivo, Geraldo Alckmin, governador local, o inicio da construção do importante “Rodoanel” viário em seu “Trecho Norte”, que tem data efetiva a partir de fevereiro próximo. Com a totalização de asfalto em 47,4 km de extensão, a SP-21 (Rodoanel Mário Covas) contará em projeto seis km de túneis (sete no total) e deverá ficar pronta no primeiro semestre de 2016. A licitação foi divulgada em 15 de janeiro, cuja obra terá o custo finalizado de 3,9 bilhões de reais. A rodovia irá ligar o trecho oeste (complexo de vias formado pela rodovia Anhanguera/Bandeirantes) como o trecho leste (indo terminar suas pistas na via Dutra, no município de Guarulhos). Este importante segmento rodoviário vai passar sob a região da Serra da Cantareira – esta importante reserva de Mata Atlântica e de preservação natural. (Por Elias Marques, editor MTb 49162, de SP – Foto: Divulgação).

Posted on January 24, 2013 by intrucktransporte

Fonte: http://intrucktransporte.wordpress.com/2013/01/24/rodoanel-de-sp-agora-e-a-vez-do-trecho-norte/

Chegada de construtoras estrangeiras pode e deve ser benéfica

Um balanço publicado no fim de semana no Estado de S. Paulo mostra que os contratos recentes de construtoras estrangeiras no Brasil já somam mais de R$ 10 bilhões. Essa forte chegada é reflexo da crise europeia e do promissor mercado brasileiro.

Na reportagem, algumas empresas nacionais reclamam da presença das estrangeiras, que estariam praticando preços muito baixos e correriam o risco de não entregar o que prometeram.

O fato é que a concorrência das estrangeiras pode ser benéfica ou ruim. Depende da licitação e da fiscalização sobre preços e qualidade da obra.

Evidentemente, devemos exigir contrapartidas nos países de origem das empresas que chegam a um dos mais promissores mercados de obras de infraestrutura, energia, gás e petróleo do mundo, e mesmo de construção civil em geral. Sem isso, seríamos no mínimo ingênuos num mundo de crescente protecionismo.

Dumping (vender um produto abaixo de seu preço normal), atrasos, não realização de obras e descumprimento dos contratos podem e devem ser evitados. Isso pode se dar tanto na licitação quanto depois, simplesmente convocando o segundo colocado, rompendo o contrato ou mesmo negociando conforme a lei e o repasse para as outras empresas.

Obras

Entre as obras que atraíram as estrangeiras, estão quatro lotes do Rodoanel Trecho Norte de São Paulo, a linha de transmissão entre Macapá e Manaus, as BRs 116 e 324, a linha 4 do metrô de São Paulo e os quebra-mares do superporto do Açu.

Os novos pacotes de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos também interessam às estrangeiras, além, claro, do Trem de Alta Velocidade, o chamado trem-bala.

Publicado em 28-Jan-2013

http://www.zedirceu.com.br//index.php?option=com_content&task=view&id=17314&Itemid=2

Licitação do trecho norte do Rodoanel sai por R$ 3,9 bilhões

Setorial Nacional de Transportes
TERÇA-FEIRA, 29 DE JANEIRO DE 2013

Licitação do trecho norte do Rodoanel sai por R$ 3,9 bilhões

ANDRÉ MONTEIRO
DE SÃO PAULO

A licitação do trecho norte do Rodoanel resultou em uma economia de R$ 1,2 bilhão ao governo do Estado de São Paulo.

O resultado do certame será publicado nesta terça-feira no “Diário Oficial”. As empresas vencedoras fizeram ofertas que somam R$ 3,9 bilhões, valor 23% menor do que a referência prevista no edital.

A via ligará o trecho oeste à via Dutra, com acesso ao aeroporto de Cumbica. O traçado, que margeia a serra da Cantareira, terá de três a quatro faixas por sentido, sete túneis e 111 pontes e viadutos.

A obra foi dividia em seis lotes, que ficaram com as empresas Mendes Junior/Isolux Corsán (trecho 1), OAS (2 e 3), Acciona (4 e 6) e Construcap/Copasa (5) –Isolux, Acciona e Copasa são espanholas.

Lote Vencedor Proposta

1 Consórcio Mendes Junior/Isolux Corsán R$ 647.611.591,06
2 Construtora OAS Ltda. R$ 604.170.644,64
3 Construtora OAS Ltda. R$ 601.140.442,61
4 Acciona Infraestructuras S/A R$ 788.021.820,59
5 Consórcio Construcap/Copasa R$ 646.340.371,22
6 Acciona Infraestructuras S/A R$ 619.219.894,43
TOTAL R$ 3.906.504.746,55

Ao todo, a licitação internacional recebeu 60 propostas de empresas do Brasil, Coreia do Sul, Itália, Portugal, Espanha, França, Argentina e México.

De acordo com Laurence Casagrande Lourenço, diretor-presidente da Dersa (estatal que gerencia o projeto), foi a primeira licitação rodoviária em que foi permitido que as empresas apresentassem propostas para um lote sozinho e também para lotes combinados.

“Isso permitiu que os preços oferecidos nas ofertas combinadas tivessem mais desconto, pois a empresa ganha em escala”, disse.

O trecho norte todo é orçado em R$ 6,5 bilhões, dos quais R$ 2,1 bilhões serão financiados pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), R$ 1,7 bilhão pelo governo federal e o restante pelo tesouro do Estado.

A previsão do governo é que o contrato seja assinado até o fim do mês, e que a obra seja entregue no começo de 2016.
Editoria de Arte/Folhapress
image

VITRINE

A ideia inicial do governo era acelerar a obra para entregá-la em 2014, ano em que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) deve tentar a reeleição. O Rodoanel é uma das principais vitrines da gestão tucana.

Para Lourenço, não houve atraso. A licitação, lançada em setembro de 2011, ficou parada por cinco meses, até que a Justiça analisasse seis ações e cinco representações de tribunais de contas. “A licitação acabou mantida do mesmo jeito que estava, o que mostra que foi feita corretamente”, diz.

Como financia o projeto, o BID também analisou a licitação e chegou a pedir esclarecimentos sobre os procedimentos adotados, mas emitiu sua autorização no dia 8 de novembro do ano passado.

AMBIENTE

A obra sofreu críticas de grupos de ambientalistas, que pediam que o traçado da rodovia fosse afastado da serra da Mantiqueira e passasse mais ao norte.

O governo diz ter feito mais de 200 reuniões para definir o traçado e que já obteve todas as licenças ambientais prévias. Com o fim da licitação, serão pedidas as definitivas.

A rodovia vai desapropriar cerca de 2.500 imóveis em uma faixa de 130 metros, em média, ao longo de 47,4 km.

A área é equivalente a 1.400 campos de futebol como o do Pacaembu.
A expectativa é que o trecho receba 65 mil veículos por dia, sendo 17 mil caminhões retirados da marginal Tietê.

Setorial Nacional de Transportes às 14:07

Fonte: http://transportesptbr.blogspot.com.br/2013/01/licitacao-do-trecho-norte-do-rodoanel.html?m=1

Junte-se ao Greenpeace

image
image

Olá CONCEIÇÃO,

Cada vez que vamos para o campo à procura de crimes ambientais, voltamos com uma certeza: o desmatamento está caindo ano a ano, mas continua bem vivo. As imagens de satélite confirmam. Segundo o Imazon, as derrubadas no último mês aumentaram em 107%, se comparadas com o mesmo mês do ano anterior.

Se pegarmos todo o segundo semestre de 2012, veremos um crescimento ainda maior: 127% a mais que o mesmo período de 2011. Isso significa um balde de 66,5 milhões de CO2 na atmosfera.

É contra esse cenário – que leva violência e injustiça às populações locais – que nasceu a aliança por um projeto de lei popular do desmatamento zero. Nós, do Greenpeace, nos unimos a várias organizações e movimentos sociais e ambientais, para exigir o fim dessa devastação.

Continue compartilhando essa ideia com seus amigos, familiares e conhecidos. A luta contra o desmatamento só vai chegar ao fim com o esforço de cada um de nós. Continue nessa corrente e junte-se a nós.

image

Um abraço,
Marcio Astrini
Coordenador da Campanha da Amazônia
Greenpeace

Ajude o Greenpeace a proteger o planeta

Recebeu este e-mail de alguém?

» Torne-se um ciberativista também

» Encaminhe esse e-mail para um(a) amigo(a)

image

O Greenpeace respeita sua privacidade e seu conforto na internet. Caso não queira mais receber nossos emails, por favor, descadastre-se aqui.

Crise européia e boom de licitações atraem construtoras estrangeiras

image

A forte depressão da economia europeia e o aperto fiscal nas contas públicas fizeram as construtoras estrangeiras atravessarem o oceano para disputar novos negócios no Brasil. De olho na extensa lista de obras que será licitada neste e nos próximos anos, elas desembarcaram no País com apetite redobrado e já somam contratos superiores a R$ 10 bilhões. Até agora, as empresas mais ativas são as espanholas Isolux Corsán, Acciona e Copasa.

A carteira de projetos dessas companhias inclui grandes empreendimentos como quatro lotes do Rodoanel Trecho Norte de São Paulo, a linha de transmissão entre Macapá e Manaus, as BRs 116 e 324, a linha 4 do metrô de São Paulo e os quebra-mares do superporto do Açu, do empresário Eike Batista.

Apesar das limitações da legislação local para a entrada de construtoras estrangeiras no País, a expectativa é que a lista aumente com os novos pacotes de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos, lançados no segundo semestre do ano passado. Além disso, no ano que vem deverá ser licitada a obra do Trem de Alta Velocidade (TAV), que exigirá empresas com experiência nesse tipo de projeto.

A Copasa, que acaba de vencer um lote do Rodoanel Trecho Norte em parceria com a brasileira Constran, já avisou que está estudando um consórcio com empresas espanholas para participar da licitação. Segundo o presidente executivo da companhia no Brasil, Hermenegildo Moreno, há muitas oportunidades de negócios no Brasil. Antes do Rodoanel, a empresa já havia construído um empreendimento imobiliário na Bahia, além de vencer a licitação de um terminal rodoviário em Belo Horizonte, em Minas Gerais.

No pequeno escritório instalado no bairro do Pacaembu, na capital paulista, ele destacou que a empresa está de olho em tudo, especialmente nos projetos ferroviários e rodoviários que serão licitados neste ano. “Na Espanha, a situação está muito complicada. Uma saída natural é o Brasil, onde o volume de obras é muito grande.”

Mais do que vontade de ampliar as fronteiras, a entrada no Brasil é uma salvação para as estrangeiras, que precisam aumentar a receita em queda na Europa. A licitação internacional do Rodoanel Trecho Norte, por exemplo, demonstrou essa necessidade. O processo contou com 18 companhias estrangeiras, entre espanholas, italianas, portuguesas, francesas, argentinas e coreanas. As estrangeiras levaram quatro dos seis lotes.

Investimento. Sozinha, a espanhola Acciona arrematou dois lotes da obra, cujos investimentos somam R$ 1,4 bilhão. A empresa já participa de outros projetos no Brasil e frequentemente tem sido vista nos leilões de concessão do governo federal. Um dos primeiros foi a concessão da BR-393, licitada em 2007 pelo então presidente Lula. A companhia também conquistou importantes contratos com a empresa de Eike Batista para construção de um estaleiro e de quebra-mares no superporto do Açu. No total, os projetos no País somam algo em torno de R$ 3,5 bilhões.

Tão agressiva como a Acciona, a Isolux Corsán foi além. Transferiu a sede para o Brasil e abocanhou projetos estratégicos do governo paulista. Além do Rodoanel, cujo contrato soma R$ 647 milhões, a empresa também é responsável pela construção da linha 4 do metrô de São Paulo e da linha de transmissão que vai ligar Manaus e o Amapá ao sistema interligado. A espanhola tem cerca de R$ 5 bilhões em contratos no Brasil.

A presença de construtoras estrangeiras no País, no entanto, já desperta mal-estar entre as empresas nacionais. “Algumas estão praticando preços muito baixos e, no fim, não vão entregar o que prometeram”, afirma o presidente da Associação Paulista de Empresários de Obras Públicas (Apeop), Luciano Amadio.

Ele se refere ao caso da espanhola OHL (comprada pela conterrânea Abertis), que arrematou 5 dos 7 lotes de rodovias federais, mas não cumpriu o cronograma de investimentos.

Outro executivo do setor de construção civil, que prefere não se identificar, lembra que a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) contratou a chinesa Citic para construir uma coqueria e teve complicações. Apesar disso, as asiáticas continuam rondando o País para tentar expandir os negócios por aqui. Diferentemente de espanhóis, italianos e portugueses, os chineses têm problemas de adaptação por causa da língua e da cultura.

A maioria das empresas estrangeiras acaba trazendo toda a equipe de diretoria para comandar as obras no País. Por isso, os chineses têm mais dificuldade. A espanhola Copasa já começou a selecionar a equipe que virá para o Brasil comandar as obras do Rodoanel. Além de diretores, ela trará engenheiros. “Na Espanha sobra esse tipo de profissional. Aqui, falta”, diz Moreno.

Estadão
http://m.estadao.com.br/noticias/economia,mobile,141958.htm

Fonte: http://www.paraiba.com.br/2013/01/26/69801-crise-europeia-e-boom-de-licitacoes-atraem-construtoras-estrangeiras

26/01/13

SÃO PAULO: 459 ANOS, PARABÉNS!

25/1/2013 17:05
Por Vanderlan Nader

Paulistanos e Turistas comemoram o aniversário de 459 anos de São Paulo, com mais de 41 Milhões de Habitantes, com um espetacular crescimento Demográfico e Econômico, o estado possui índices sociais muito bons. A Metrópole Multicultural e Cosmopolita, surpreende os visitantes com cenários charmosos e encantadores.

image

São Paulo, completa 459 anos, com um espetacular crescimento demográfico e econômico, surpreende os visitantes com cenários charmosos e encantadores. Uma das maiores cidades do Mundo, com mais de 41 Milhões de habitantes, além do grande poder Econômico, o estado possui índices sociais muito bons. As características de São Paulo, são: Arquitetura, Cultura e Gastronomia. A Metrópole diversa e Multicultural foi fundada em 25 de janeiro de 1554. A Capital paulista possui os monumentos, parques e Museus mais bonitos e importantes da America Latina.

image

A Capital Paulista tem dia com shows, passeios ciclístico, festas tradicionais e comidas típicas.

image

Cerca de 2 milhões de veículos devem deixar São Paulo no feriado prolongado do seu aniversário.

image

Paulistanos e Turistas comemoram o aniversário de São Paulo.

image

Dia de festa para os Paulistanos.

image

O Charme e o Glamour de São Paulo, visto do alto.

image

O Masp é um dos museus mais importantes do mundo

image

A Cidade tem um espetacular crescimento demográfico e econômico.

image

São Paulo possui os parques mais bonitos do Brasil.

image

São Paulo surpreende os visitantes com cenários charmosos e encantadores.

image

A festa vai rolar solta no aniversário de São Paulo.

image

A metrópole multicultural encanta os visitantes.

image

São Paulo é uma das maiores cidades do mundo.

image

O charme e a beleza de São Paulo.

image

Tradicionalmente, todos os aniversários de São Paulo, são comemorados com um bolo gigante.

image

Características de São Paulo: arquitetura, cultura e gastronomia.

image

No feriadão a agenda cultural da cidade está cheia de eventos.

image

Rita Lee vai fazer show mais esperado no Vale do Anhangabaú, no aniversário de São Paulo.

Fonte: http://correiodobrasil.com.br/destaque-do-dia/sao-paulo-459-anos-parabens/574209/