Dom, 28 de julho de 2013 – Novas fotos do andamento do Rodoanel Norte, ponto de referência "Clube da Sabesp". Observem em algumas fotos, novamente, os raios da misericórdia de Deus. Isto quer dizer que Deus, em sua infinita misericórdia, está alertando, pela segunda vez, sobre os impactos econômicos, sociais e ambientais desse trecho do Rodoanel. Somente os homens de boa vontade poderão perceber a mão de Deus sobre essa obra. Ele está dizendo aos homens públicos para que tenham misericórdia da maior floresta urbana úmida do mundo e das milhares de famílias que serão desapropriadas. O que dizer então dos animais que vivem nessa floresta…

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

image
Fotos: Conceição Aparecida Santos

TRECHO NORTE – 'Os impactos são incomensuráveis', diz ambientalista sobre Rodoanel

Por conta da obra serão desapropriados cerca de 10 milhões de metros quadrados.

image

São Paulo – Em entrevista à Rádio Brasil Atual, o pesquisador e ambientalista Maurício Waldman disse hoje (16) que a construção do trecho norte do Rodoanel Metropolitano de São Paulo não resolverá o problema do trânsito na capital e trará impactos ambientais “incomensuráveis”. Ele afirmou que é preciso substituir “obras faraônicas” por políticas “mais proveitosas”.

“Até hoje, ninguém conseguiu afiançar metodologia que tenha alcance de fazer reparo ambiental. Ninguém até hoje conseguiu estabelecer uma forma, ninguém tem um número. Uma cascata não tem preço. Os impactos são incomensuráveis.”

Para Waldman, o traçado próximo a áreas de vegetação e de mananciais, o desalojamento de famílias e o desmatamento de importantes áreas da Serra da Cantareira, maior floresta urbana do mundo e considerada reserva da Biosfera pela Unesco, estão entre os principais impactos decorrentes das obras do Rodoanel.

Outro problema se refere ao adensamento urbano causado pela rodovia. “Não adianta falar que vai ter política pública para conter adensamento, porque as políticas públicas no Brasil não são viáveis. Vai ter adensamento, isso em uma metrópole que já está transbordando de gente”, disse Waldman.

Fonte: por Redação RBA publicado 16/07/2013

http://www.redebrasilatual.com.br/ambiente/2013/07/os-impactos-sao-incomensuraveis-diz-ambientalista-sobre-rodoanel-8120.html

Trecho Norte do Rodoanel vai gerar fortes impactos ambientais. Ouça entrevista com pesquisador e ambientalista Maurício Waldman.

Clique aqui para ouvir entrevista com pesquisador e ambientalista Maurício Waldman.

http://www.redebrasilatual.com.br/radio/programas/jornal-brasil-atual/2013/07/trecho-norte-do-rodoanel-vai-gerar-fortes-impactos-ambientais

Cercado por polêmicas e críticas, o trecho Norte do Rodoanel Metropolitano de São Paulo terá 44 quilômetros de extensão, sete túneis e mais de 20 viadutos passando pelos municípios de São Paulo, Guarulhos e Arujá.

O anel rodoviário vai cortar a região da Serra da Cantareira, maior floresta urbana do mundo e considerada reserva da Biosfera pela UNESCO. A construção do trecho norte do Rodoanel que visa melhorar o tráfego de veículos na cidade de São Paulo terá impactos ambientais e sociais imensuráveis. Reportagem Vera Rodrigues.

Fonte:http://www.redebrasilatual.com.br/radio/programas/jornal-brasil-atual/2013/07/trecho-norte-do-rodoanel-vai-gerar-fortes-impactos-ambientais

publicado em 16/07/2013

18/07/2013 – Ouça entrevista à CBN-Construção do trecho Norte do Rodoanel é o maior engodo feito contra São Paulo. Logo abaixo, ouça entrevista à Rádio Bandeirantes com o governador de São Paulo Geraldo Alckimin e presidente do DERSA-Desenvolvimento Rodoviário S/A, Laurence Casagrande, postado 11/02/2013.

RÁDIO CBN

Ouça a íntegra da entrevista da CBN/SP

18/07/13 – RÁDIO CBN

Entrevista com Horácio Augusto Figueira, engenheiro de tráfego de transportes, consultor da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) e vice-presidente da Associação de Pedestres.

DERSA – DESENVOLVIMENTO RODOVIÁRIO

Entrevista com presidente da DERSA, Laurence Casagrande

06/02/13 – RÁDIO JOVEM PAN

Contrato do Rodoanel Norte será assinado amanhã; obra deve tirar 20 mil caminhões da marginal

image

07/02/13 – PORTAL DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rodoanel Norte (SP) é criticado por especialista. Horácio Figueira afirma que a obra é inútil para melhorar o trânsito e que os R$ 5,5 bi deveriam ir para o transporte público.

Manifestação contra a obra, na avenida Paulista, em SP

image
créditos: Arquivo

Em entrevista à rádio CBN São Paulo, o engenheiro Horácio Figueira, especialista em Transportes, teceu severas críticas ao projeto do Rodoanel Norte, na cidade de São Paulo, obra que custará entre 5,5 e 6,5 bilhões de reais e cortará a principal reserva ambiental da capital paulista.

A matéria integra uma série de reportagens produzidas pela jornalista Débora Freitas sobre a polêmica obra e seus impactos para a Região Metropolitana de São Paulo. Amanhã serão tratados os problemas ambientais que o trecho norte do rodoanel provocará para toda a cidade.

Figueira lembrou que a construção do Rodoanel teria sentido se fosse feita nos anos 1960, quando surgiu o primeiro projeto do chamado Anel Viário Metropolitano. “Só que naquele momento a frota de veículos da cidade não chegava a 300 mil e hoje já passa de 7 milhões”, lembrou.

Citando o editor do Mobilize Brasil, Marcos de Sousa, que também participou da reportagem, o especialista vê a nova obra como mais uma duplicação das Marginais do Tietê, já que serão pistas paralelas, e previu que em menos de três anos a rodovia estará congestionada, não por caminhões, mas por veículos particulares. “Será mais uma via de tráfego urbano”, disse Figueira, enfatizando: “Mesmo que a área cortada pelo Rodoanel Norte fosse absolutamente despovoada, seria uma inutilidade investir nessa obra. E seria um crime contra os recursos naturais da região”.

Alternativa

Para a passagem de caminhões por São Paulo, ele afirma que a rodovia D. Pedro I já faz a conexão entre rodovias ao norte da cidade, dispensando a construção do Rodoanel. E sugere que os 5,5 bilhões sejam investidos em transporte público, hoje a principal demanda da cidade. “Com esse investimento seria possível construir pelo menos 230 km de corredores de ônibus com altíssima qualidade, com capacidade para transportar 2 milhões de pessoas diariamente”, disse Horácio Figueira.

Ouça a íntegra da entrevista no site da CBN/SP

http://cbn.globoradio.globo.com/cbn-sp/cbn-sp/2013/07/18/CONSTRUCAO-DO-TRECHO-NORTE-DO-RODOANEL-E-O-MAIOR-ENGODO-FEITO-CONTRA-SAO-PAULO.htm

Autor: Da redação / Mobilize | Postado em: 18 de julho de 2013 Fonte: Mobilize Brasil

http://www.mobilize.org.br/noticias/4555/obra-do-rodoanel-norte-de-sp-e-duramente-criticada-por-especialista-em-transportes.html

Rodoanel Norte (SP) é criticado por especialista

Horácio Figueira afirma que a obra é inútil para melhorar o trânsito e que os R$ 5,5 bi deveriam ir para o transporte público.

Manifestação contra a obra, na avenida Paulista, em SP
créditos: Arquivo

image

Em entrevista à rádio CBN São Paulo, o engenheiro Horácio Figueira, especialista em Transportes, teceu severas críticas ao projeto do Rodoanel Norte, na cidade de São Paulo, obra que custará entre 5,5 e 6,5 bilhões de reais e cortará a principal reserva ambiental da capital paulista.

A matéria integra uma série de reportagens produzidas pela jornalista Débora Freitas sobre a polêmica obra e seus impactos para a Região Metropolitana de São Paulo. Amanhã serão tratados os problemas ambientais que o trecho norte do rodoanel provocará para toda a cidade.

Figueira lembrou que a construção do Rodoanel teria sentido se fosse feita nos anos 1960, quando surgiu o primeiro projeto do chamado Anel Viário Metropolitano. “Só que naquele momento a frota de veículos da cidade não chegava a 300 mil e hoje já passa de 7 milhões”, lembrou.

Citando o editor do Mobilize Brasil, Marcos de Sousa, que também participou da reportagem, o especialista vê a nova obra como mais uma duplicação das Marginais do Tietê, já que serão pistas paralelas, e previu que em menos de três anos a rodovia estará congestionada, não por caminhões, mas por veículos particulares. “Será mais uma via de tráfego urbano”, disse Figueira, enfatizando: “Mesmo que a área cortada pelo Rodoanel Norte fosse absolutamente despovoada, seria uma inutilidade investir nessa obra. E seria um crime contra os recursos naturais da região”.

Alternativa

Para a passagem de caminhões por São Paulo, ele afirma que a rodovia D. Pedro I já faz a conexão entre rodovias ao norte da cidade, dispensando a construção do Rodoanel. E sugere que os 5,5 bilhões sejam investidos em transporte público, hoje a principal demanda da cidade. “Com esse investimento seria possível construir pelo menos 230 km de corredores de ônibus com altíssima qualidade, com capacidade para transportar 2 milhões de pessoas diariamente”, disse Horácio Figueira.

Ouça a íntegra da entrevista no site da CBN/SP

Autor: Da redação / Mobilize | Postado em: 18 de julho de 2013 Fonte: Mobilize Brasil

http://www.mobilize.org.br/noticias/4555/obra-do-rodoanel-norte-de-sp-e-duramente-criticada-por-especialista-em-transportes.html