28/05/2014, QUARTA-FEIRA, CANTEIRO DE OBRAS DA SABESP, ESCAVAÇÃO DO TÚNEL 3. COMO ERA A ENTRADA DO CLUBE DA SABESP E COMO ESTÁ AGORA.

image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 28/05/14
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 28/05/14
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 28/05/14
Pré-moldados
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 28/05/14
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 28/05/14
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 03/05/14
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 14/02/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 29/03/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 29/03/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 29/03/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 29/03/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 28/07/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 28/07/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 25/08/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 17/11/13
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, canteiro de obras SABESP, 17/11/13

CRONOGRAMA DA OBRA – INÍCIO MAR/2013 E PREVISÃO DE TÉRMINO – FEV/2016 – TRECHO NORTE DO RODOANEL MÁRIO COVAS

image

Descrição

O Trecho Norte do Rodoanel Mario Covas desenvolve-se a partir do final do Trecho Leste, entre o trevo de interseção com a Rodovia Presidente Dutra e Av. Raimundo Pereira de Magalhães (início do trecho Oeste), interligando com o Aeroporto Internacional de Guarulhos e a Rodovia Fernão Dias.

Extensão: 44 km + 3,6 km de ligação ao Aeroporto Internacional de Guarulhos

Local: Municípios de São Paulo, Guarulhos e Arujá

Benefícios

• Desviar e distribuir o tráfego de passagem, sobretudo de caminhões, para o entorno da região metropolitana de São Paulo, principalmente na ligação Norte e Sul do País, melhorando o fluxo nas marginais tendo como consequência a melhoria do trânsito dos veículos de transporte coletivo e individual

• Permitir o acesso mais ágil ao Porto de Santos

• Redefinir a plataforma logística de transportes da região metropolitana de São Paulo de radial para anelar

• Diminuir o tempo gasto nos congestionamentos, os gastos com combustível e, consequentemente, a emissão de poluentes

• Redução de 23% do VDM (volume diário médio) de caminhões na marginal Tietê, o que representa 17.000 caminhões por dia (conclusão da obra)

• Redução de 6% a 8% da emissão de CO veicular (gases de efeito estufa) na região metropolitana de São Paulo – Rodoanel como um todo (fonte: Avaliação Ambiental Estratégica do Rodoanel)

Cronograma

• Início – março/2013

• Previsão de término – fevereiro/2016

Fonte: http://www.dersa.sp.gov.br

19/05/2014 – Face aos inúmeros e-mails que eu recebo sobre a obra do RODOANEL NORTE, através do meu BLOG, em 07/05/2014, no intuito de ajudar a esclarecer a população, questionei a Ouvidoria do DERSA, sobre os caminhões e os danos causados aos imóveis pelas vibrações, poeira e segurança da comunidade, no entorno do RODOANEL NORTE. Eis a resposta da Ouvidoria do DERSA para conhecimento de todos: "Prezada Sra. Conceição, Transcrevemos a resposta da área responsável sobre sua manifestação: "Conforme informação da OAS a umectação das vias é realizada regularmente e inclusive será intensificada para mitigar a poeira, assim como existe uma campanha e fiscalização no intuito de que os motoristas dos caminhões cumpram a legislação e segurança da comunidade. Quanto a possíveis danos nos imóveis causados pelas vibrações, foram realizadas as vistorias cautelares nos mesmos e após o término das obras serão providenciados os reparos cabíveis". Atenciosamente, Mauro Brandão Dable Ouvidoria DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A"

image
Foto: Conceição Aparecida Santos
image
Foto: Conceição Aparecida Santos

06/05/2014 – Fotos do bairro Cachoeira, um dos trechos do RODOANEL NORTE, atrás do Clube do Banco do Brasil, subindo a avenida Coronel Sezefredo Fagundes, sentido bairro, zona norte da cidade de São Paulo, Brasil. Detalhe: Até bem pouco tempo esse local era um bairro denominado, segundo uma moradora, Jardim Brasil Novo, local das inúmeras desapropriações, como podemos conferir nas fotos.

image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014.
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014
image
Foto: Conceição Aparecida Santos, bairro Cachoeira, 06/05/2014

Caminhões do Rodoanel Norte danificam as ruas da cidade

image
Nem a Dersa nem a Prefeitura respondem quem vai reparar os danos nas ruas após o término das obras, previsto para 2016
image
Buracos, poeira, barulho e um trânsito infernal. É com isso que a população de várias ruas dos bairros Cabuçu, Taboão, Jardim Santa Rita, São Domingos, Parque Primavera, Jardim Munira e Parque Santos Dumont estão tendo de conviver desde o início das obras do Rodoanel Norte, em março de 2013.

A construção do Rodoanel Norte é de responsabilidade da Construtora OAS Ltda, da Acciona Infraestructuras S/A e dos consórcios formados pelas empresas Mendes Júnior/Isolux Corsán e Construcap/Copasa; todas supervisionadas pela empresa Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa).

Segundo os moradores, os problemas são causados principalmente devido ao tráfego de caminhões que transportam a terra que é utilizada nas obras de terraplanagem na Estrada do Cabuçu e trafegam 14 km (ida e volta) pelas avenidas Silvestre Pires de Freitas e Aracaju e Estrada do Elenco até chegar a um “bota fora” na região do Jardim Primavera, que está ao lado de um córrego e com aterro três metros acima.

Outra linha de caminhões percorre a Estrada do Elenco e Estrada do Bananal, até o Parque Santos Dumont. A população também reclama das explosões com bombas em pedras.

Ruas sem estruturas
image
As ruas da região onde está sendo construído o trecho do Rodoanel Norte em Guarulhos estão sendo prejudicadas porque foram pavimentadas há vários anos, sem o devido preparo para o tráfego de caminhões de grande porte. Dessa forma, todas as vias acabam sendo deterioradas.

Para reparar os danos nessas ruas, teriam de ser realizadas obras de recapeamento total em muitos locais, sendo preciso trocar o solo.

O Folha do Ponto entrou em contato com a Dersa e com a Prefeitura para saber quem irá se responsabilizar sobre os prejuízos causados à população daquela região. Mas, até o fechamento desta edição, não obtivemos resposta.

Extraoficialmente, a reportagem apurou que a Dersa teria assinado um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a Prefeitura de Guarulhos se responsabilizando pelos danos causados após o término das obras – em 2016. Nenhuma das partes confirmou a informação.

Sossego no futuro e tormento no presente
image
Em entrevista ao Folha do Ponto, na época em que as obras foram iniciadas, o presidente da Dersa Laurence Casagrande (foto ao lado) justificou que 17 mil caminhões sairiam, diariamente, das ruas da cidade com a construção do Rodoanel Norte. Com isso, a população teria qualidade em relação à mobilidade urbana e ao meio ambiente, e haveria melhora na saúde e no trânsito.
image
Porém, a população dos bairros próximos ao Rodoanel Norte está pagando muito caro para que essa obra seja concluída, já que não vê lucro algum com a sua conclusão, pois nenhum acesso está previsto para a região. Os habitantes dos bairros atingidos estão perdendo no presente justamente o que o presidente da Dersa prometeu para o futuro.

Estão sem mobilidade urbana, a qualidade do ar não é boa, acarretando em problemas de saúde, e estão sofrendo com o trânsito provocado por cerca de 1.200 viagens diárias de caminhões carregados que percorrem as ruas, muitas vezes em alta velocidade provocando pânico nos moradores.
Governo do Estado promete entrega da obra em 2016
image

O último trecho do Rodoanel, que abrange a região de Guarulhos e que foi iniciado no ano passado, está previsto para ser construído em 36 meses. Portanto, sua entrega deverá acontecer em 2016.

Esse trecho, batizado de Rodoanel Norte, possuirá 44 km de extensão e interligará os trechos Oeste (concluído) e Leste (em construção). O início dele é na confluência com a avenida Raimundo Pereira Magalhães; e termina na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116).

O trecho prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação exclusiva de 3,6 km para o Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos, em Cumbica.

Fonte:http://folhadoponto.blogspot.com.br/2014/04/caminhoes-do-rodoanel-norte-danificam.html
24/04/2014