2017 – VALE A PENA VER DE NOVO – VISTA AÉREA DO RODOANEL TRECHO NORTE E EVOLUÇÃO DAS OBRAS DO RODOANEL

 

Fonte:  Publicado em 11 de jul de 2011 – Maquete eletrônica produzida pela Secretária de Planejamento Urbano de Guarulhos. 

Publicado em 9 de jun de 2017 – Sobrevoo de drone de abril de 2017 Rodoanel Norte Rodovia classe 0 com controle total de acessos. Desenvolve-se a partir do final do Trecho Leste, entre o trevo de interseção com a Rodovia Presidente Dutra e Avenida Raimundo Pereira de Magalhães (início do trecho Oeste), interligando com o Aeroporto Internacional de Guarulhos e a Rodovia Fernão Dias. Eixo principal: 44 km Interligação com Aeroporto de Guarulhos: 3,6 km Benefícios • Desviar e distribuir o tráfego de passagem, sobretudo de caminhões, para o entorno da região metropolitana de São Paulo, principalmente na ligação norte e sul do país, melhorando o fluxo nas marginais tendo como consequência a melhoria do trânsito dos veículos de transporte coletivo e individual • Permitir o acesso mais ágil ao Porto de Santos • Redefinir a plataforma logística de transportes da região metropolitana de São Paulo de radial para anelar • Diminuir o tempo gasto nos congestionamentos, os gastos com combustível e, consequentemente, a emissão de poluentes • Redução de 23% do VDM (volume diário médio) de caminhões na marginal Tietê, o que representa 18.300 caminhões por dia (conclusão da obra) • Redução de 6% a 8% da emissão de CO veicular (gases de efeito estufa) na região metropolitana de São Paulo – Rodoanel como um todo (fonte: Avaliação Ambiental Estratégica do Rodoanel)CategoriaPróximoReprodução automática)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *